Empreendedorismo | Emprego | Estágios

Câmaras beneficiadas caso contratem jovens desempregados

Dulce FilipeDulce Filipe
Fevereiro 18, 2013
COMENTÁRIOS

O programa Impulso Jovem, que pretende combater o desemprego entre os mais jovens chegou esta semana a Lisboa. Na portaria que estabelece este alargamento pode ler-se que os estagiários passam a ser recrutados pelas autarquias para períodos de estágio totalmente remunerados pelo IEFP, de acordo com o Negócios.

Os estágios profissionais remunerados em PME, para jovens com idades entre os 18 e os 30 anos, são alargados de seis para 12 meses; as autarquias passam a poder apresentar candidaturas para o sector social; cai a obrigatoriedade de inscrição dos jovens no Instituto de Emprego há pelo menos quatro meses; e haverá uma maior comparticipação nos apoios para jovens até aos 25 anos, os destinatários principais destes estágios. Refere também o Expresso

Estes estágios inserem-se na medida Passaporte Jovem e os jovens que sejam integrados neste programa e que tenham até 30 anos podem receber uma bolsa que varia entre os 419,22 euros e os 692 euros, dependendo do facto de estarem licenciados ou terem apenas concluído o ensino secundário.

São estes estagiários que as autarquias vão poder recrutar. O ministro Miguel Relvas já tinha afirmado que o âmbito destes estágios estava demasiado reduzido e que por isso se exigia uma reformulação que permitisse abranger mais desempregados.

É que o programa de combate ao desemprego envolve mais de 344 milhões de euros e tem como objectivo abranger 90 mil jovens. Até agora abrangeu cerca de quatro mil.

No final dos estágios as Câmaras que contratarem estes jovens recebem um prémio que corresponde a seis vezes o valor da bolsa.

O desemprego entre os jovens portugueses não para de aumentar e as medidas ativas de emprego têm sido uma aposta do Governo para contrariar os números.

Fonte: Dinheiro Vivo, Expresso

LEIA MAIS

Emprego | Estágios

Trabalhando recruta estagiário

Dulce FilipeDulce Filipe
Fevereiro 18, 2013
COMENTÁRIOS

O Trabalhando (Unidade de Negócio do Universia) recruta estagiário para área de Gestão de Projetos.

O Trabalhando.pt disponibiliza uma vaga de estágio profissional/Bolsa de Estágio para a  Gestor de Projeto a tempo inteiro.

Estágio orientado para o desenvolvimento de competências práticas:
• Apoio na criação e desenvolvimento de portais de emprego
• Apoio na gestão de relacionamento com os clientes
• Apoio na resolução de problemas operacionais e reporting de novas questões
• Apoio à estratégia de marketing online (mailings a usuários, clientes, comunicação em redes sociais) e offline (apresentações do projecto, material promocional) e na elaboração de campanhas especiais

Requisitos:
Estudos mínimos Licenciatura
Cursos
1. Ciências da Comunicação
2. Ciências Empresariais
3. Comunicação Social
4. Gestão
5. Gestão de Empresas
6. Gestão de Marketing
7. Gestão de Recursos Humanos
8. Marketing
9. Recursos Humanos
10. Sociologia

Requisitos mínimos
• Formação Superior: gestão, sociologia, marketing, comunicação social
• Bons conhecimentos de Castelhano;
• Óptima capacidade de organização;
• Domínio das ferramentas Office, nomeadamente Excel e Powerpoint
• Capacidade de trabalhar com equipas internacionais;
• Grande pró-actividade, flexibilidade e motivação para o projecto;
• Bons conhecimentos de Internet;
• Disponibilidade em Full-Time.
Início de funções previsto: Março de 2013

Idiomas Espanhol ( Leitura: Nivel avançado / Escrita: Nivel avançado / Conversa: Nivel avançado )

Software office (Avançado)

A comunidade Trabajando.com foi fundada no Chile há 13 anos e está em 11 países, tornando-se a maior comunidade de trabalho na Ibero-América. Em Portugal, além do www.trabalhando.pt, desenvolvemos portais de emprego para empresas, universidades, meios de comunicação social, entre outros. Os portais comunicam entre si de forma a fazer chegar mais ofertas a mais candidatos.

Fonte: Trabalhando

Estagiário

- Internet

O Trabalhando (Unidade de Negócio do Universia) recruta estagiário para área de Gestão de Projectos

A comunidade Trabajando.com foi fundada no Chile há 13 anos e está em 11 países, tornando-se a maior comunidade de trabalho na Ibero-América. Em Portugal, além do www.trabalhando.pt, desenvolvemos portais de emprego para empresas, universidades, meios de comunicação social, entre outros. Os portais comunicam entre si de forma a fazer chegar mais ofertas a mais candidatos.

Estágio orientado para o desenvolvimento de competências práticas:
• Apoio na criação e desenvolvimento de portais de emprego
• Apoio na gestão de relacionamento com os clientes
• Apoio na resolução de problemas operacionais e reporting de novas questões
• Apoio à estratégia de marketing online (mailings a usuários, clientes, comunicação em redes sociais) e offline (apresentações do projecto, material promocional) e na elaboração de campanhas especiais

Estágio profissional/Bolsa de Estágio
Estagiário (Gestor de Projeto)
1 Oferta

Lisboa (Distrito Lisboa)

Requisitos

Estudos mínimos Licenciatura
Cursos 1. Ciências da Comunicação
2. Ciências Empresariais
3. Comunicação Social
4. Gestão
5. Gestão de Empresas
6. Gestão de Marketing
7. Gestão de Recursos Humanos
8. Marketing
9. Recursos Humanos
10. Sociologia
Requisitos mínimos • Formação Superior: gestão, sociologia, marketing, comunicação social
• Bons conhecimentos de Castelhano;
• Óptima capacidade de organização;
• Domínio das ferramentas Office, nomeadamente Excel e Powerpoint
• Capacidade de trabalhar com equipas internacionais;
• Grande pró-actividade, flexibilidade e motivação para o projecto;
• Bons conhecimentos de Internet;
• Disponibilidade em Full-Time.
Início de funções previsto: Março de 2013
Idiomas Espanhol ( Leitura: Nivel avançado / Escrita: Nivel avançado / Conversa: Nivel avançado )
Software office (Avançado)

Contrato

Tipo de contrato Contrato de estágio
Duração 3 meses
Horário de trabalho Horário a tempo inteiro

LEIA MAIS

Empreendedorismo | Emprego | Estágios | Formação profissional

Alemanha paga a portugueses que queiram estudar e trabalhar no país

Dulce FilipeDulce Filipe
Fevereiro 5, 2013
COMENTÁRIOS

Foto: Ojofoto

 “Job of my life” é um programa alemão que disponibiliza bolsas no valor de 800 euros/mês para frequentar um curso do sistema dual e um curso gratuito de alemão, a desempregados estrangeiros com idades compreendidas entre os 18 e os 35 anos.

Este programa inovador pretende ser a porta de entrada certa para quem quer ir trabalhar para a Alemanha, disponibilizando uma bolsa de formação que pode chegar aos 800 euros por mês, um curso intensivo gratuito de alemão e um emprego garantido no final da formação. Estas são as condições oferecidas aos portugueses que pretendam ir para este país. Os jovens não licenciados terão que frequentar os cursos do sistema dual. A formação, com a duração de três anos, prevê que a semana de formação seja repartida na sala de aula e no estágio em empresas. No final deste curso os jovens poderão obter um emprego nas empresas em que estagiaram ou noutras companhias.

O programa prevê ainda outra porta de entrada no mercado de trabalho alemão onde existem 800 mil oportunidades de emprego. A partir do próximo dia 19 , as autoridades alemãs iniciam um ‘road show’ pelas cidades portugueses para apresentar o programa e receber candidaturas. O “Welcome to Germany Tour 2013” é um pedido urgente de mão-de-obra, prevendo-se que os jovens entrem nos cursos duais já a partir de Setembro.

“The job of my life” foi criado para responder à falta de quadros especializados, este programa massivo procura atrair estudantes e jovens trabalhadores de Portugal, Espanha, Itália e Grécia.

As áreas eléctricas, mecânicas e do turismo são as que têm maior necessidade de quadros, explicou ao Económico Grit Luderitz, a responsável pela implementação do programa em Portugal. No caso dos jovens licenciados a maior procura é nas áreas de engenharia, especialistas em tecnologias de informação, turismo, trabalhadores técnicos e na área da saúde.

O programa está aberto a jovens licenciados, basta que estejam desempregados e registados no Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP).

Fonte: Diário Económico

LEIA MAIS

Emprego | Estágios

1905 vagas para a Administração Pública

Dulce FilipeDulce Filipe
Janeiro 28, 2013
COMENTÁRIOS
Já foram divulgados os estágios profissionais disponíveis para este ano para a administração pública. Os interessados podem candidatar-se a uma vaga a partir de hoje e até 8 de fevereiro, caso cumpram todos os requisitos exigidos por lei.
A portaria publicada em Diário da República estabelece a abertura do concurso para o Programa de Estágios profissionais na administração pública central (PEPAC) para o ano 2013, já sendo possível efetuar a candidatura on -line, através do preenchimento do formulário disponível no site da Bolsa de emprego Público. Os estágios esses têm início a partir do dia 3 de maio e o estagiário recebe uma bolsa no valor de 691,7 euros durantes os 12 meses do estágio.

Como funciona o processo
Até ao dia 8 de março de 2013, os candidatos admitidos provisoriamente são o, listados alfabeticamente no sítio do PEPAC e agrupados pelas  áreas de educação e formação e pelos distritos em que o candidato se disponibilizou para realizar o estágio.

Até ao dia 9 de abril de 2013, os candidatos são provisoriamente ordenados no sítio do PEPAC, através da  aplicação da fórmula de avaliação curricular e, até ao dia dia 2 de maio de 2013, os candidatos são selecionados, em face das vagas disponíveis, por cada entidade promotora, por cada área de educação e formação, e por cada distrito.
Os estágios iniciam-se a partir do dia 3 de maio.

Valor da bolsa atribuída
Aos estagiários é concedida, por cada um dos 12 meses de duração do estágio, uma bolsa de estágio equivalente 1,65 vezes o valor correspondente ao indexante dos apoios sociais (IAS), ou seja 691,7 euros.

Destinatários do programa de estágios
O Programa destina-se a jovens que preencham, cumulativamente, os seguintes requisitos:

* Sejam jovens à procura do primeiro emprego, desempregados à procura de novo emprego ou jovens à procura de emprego correspondente à sua área de formação e nível de qualificação;
* Tenham até 30 anos de idade, aferidos à data de início do estágio, ou até 35 anos no caso de ser portador de deficiência com um grau de incapacidade igual ou superior a 60%;
* Possuam uma qualificação de nível superior correspondendo, pelo menos, ao grau de licenciado.

Preenche os requisitos da alínea a) quem se encontre numa das seguintes situações:

* Nunca tenha tido registos de remunerações em regimes de proteção social de inscrição obrigatória; ou
* Não tenha exercido uma ou mais atividades profissionais por um período de tempo, seguido ou interpolado, superior a 12 meses; ou
* Se encontre a prestar trabalho em profissão não qualificada integrada no grande grupo 9 da Classificação Portuguesa de Profissões; ou
* Não tenha exercido atividade profissional correspondente à sua área de formação e nível de qualificação, por período superior a 36 meses, seguido ou interpolado.

Consulta a tabela com as vagas por área e consulta as regras na portaria. Os programas e conteúdos podem ser vistos aqui

Objetivo do programa de estágios
O Programa permite aos estagiários o desempenho de funções no contexto da Administração Pública, correspondentes à carreira de técnico superior.

São Objetivos do Programa:

Possibilitar aos jovens com qualificação superior a realização de um estágio profissional em contexto real de trabalho que crie condições para uma mais rápida e fácil integração no mercado de trabalho;
Promover novas formações e novas competências profissionais que possam potenciar a modernização dos serviços públicos;
Garantir o início de um processo de aquisição de experiência profissional em contacto e aprendizagem com as regras, boas práticas e sentido de serviço público;
Fomentar o contacto dos jovens com outros trabalhadores e atividades, evitando o risco do seu isolamento, desmotivação e marginalização.

Consulta também a oferta de estágios disponível no Portal de Emprego Universia

Fonte: BEP, Dinheiro Vivo, Universia Portugal

LEIA MAIS

Empreendedorismo | Emprego

Impulso Jovem, o teu passaporte para o empreendedorismo

Dulce FilipeDulce Filipe
Dezembro 11, 2012
COMENTÁRIOS

A Bolsa do Passaporte para o Empreendedorismo, pretende estimular jovens empreendedores qualificados a desenvolverem o seu projeto de empreendedorismo, facultando um conjunto de ferramentas técnicas e financeiras.
Esta medida está prevista na Portaria 370-A/2012 de 15/11/2012. Consulta aqui o texto do documento.

Esta bolsa consiste num incentivo mensal  no valor de 691,70 euros a atribuir durante um período mínimo de 4 meses e até ao máximo de 12 meses a jovens até aos 30 anos detentores de licenciatura há menos de 3 anos; a jovens até aos 30 anos detentores de licenciatura, mestrado ou doutoramento e inscritos nos centros de emprego há mais de quatro meses e jovens até aos 34 anos detentores de mestrado ou doutoramento.

APOIOS DO PROGRAMA
Disponibilização do Guia Prático para o Empreendedorismo
Disponibilização de assistência técnica no desenvolvimento do plano de negócios
Facilitação de acesso a mecanismo de crédito, em especial capital de risco
Atribuição da Bolsa do Passaporte para o Empreendedorismo para desenvolvimento do projeto empresarial
Acesso a uma rede de mentores para orientação e acompanhamento individualizado
Acesso a uma rede de partilha de experiências entre empreendedores nacionais e estrangeiros

Bolsa do Passaporte para o Empreendedorismo é:

  1. 1 um incentivo mensal  no valor de 691,70 euros
  2. 2 a atribuir durante um periodo mínimo de 4 meses e até ao máximo de 12 meses.
  3. 3 para jovens:
    • até aos 30 anos licenciados há menos de 3 anos
    • até aos 30 anos, detentores de licenciatura, mestrado ou doutoramento, e inscritos nos centros de emprego há mais de 4 meses
    • até aos 34 anos, detentores de mestrado ou doutoramento

Os jovens devem ser detentores de um projeto de empreendedorismo que ainda se encontre na fase da ideia:

  • inovador, com potencial de crescimento e que responda a uma necessidade de mercado.

CANDIDATURA
As candidaturas à Bolsa do Passaporte para o Empreendedorismo já se encontram com inscrições abertas.
Saiba mais aqui.

Link: http://www.impulsojovemportugal.pt/p…dorismo/92.htm

Fonte: Impulso Jovem

LEIA MAIS

Empreendedorismo | Emprego | Formação profissional | Negócios

Compal investe 20 mil euros em jovens empreendedores

Dulce FilipeDulce Filipe
Dezembro 4, 2012
COMENTÁRIOS

Até 14 de dezembro podes candidatar-te à Academia Compal. A Compal tem 20 mil euros para quem pretende apostar na fruticultura.

Se tens entre 18 e 40 anos, gostas de agricultura em particular na área da fruticultura candidata-te ao Centro de Frutologia da Compal, à Academia 2012/2013. Os vencedores recebem uma bolsa de 20 mil euros para iniciarem o projeto.  

Esta iniciativa da Compal pretende produzir e disseminar conhecimento sobre a fruta e seus derivados através da formação de produtores, transformadores, empreendedores e investigadores do setor frutícola. As candidaturas abriram no mês de Outubro e prolongam-se até 14 de dezembro. Serão admitidos 12 participantes de entre os candidatos.

Consulta o regulamento e inscreve-te aqui

Na Academia os participantes vão ter 46 horas de aulas, com módulos práticos, teóricos e ainda exploração de modelos e centros de experimentação de técnicas agrícolas. No final, os formandos devem ter adquirido conhecimentos para preparar um projeto, instalar um pomar e aplicar uma fruticultura sustentável, tendo em conta a importância das espécies.

No final do período de formação, os alunos já terão terminado um projeto de instalação detalhado que irá a concurso. Este projeto elaborado durante a formação vai depois a concurso e habilita-se a receber uma bolsa para iniciação de 20 mil euros.

A Compal pretende ainda ajudar os vencedores adquirindo o excedente da fruta produzida e a escoar o produto através de outros canais de produção.

Fonte: Compal e Dinheiro Vivo

LEIA MAIS

Emprego | Estágios | Formação profissional | Sem categoria

Bolsas para Estágios em Organizações Científicas e Tecnológicas Internacionais

Dulce FilipeDulce Filipe
Setembro 10, 2012
COMENTÁRIOS

Adi_logo

Estás interessado em participar, directamente, nos desafios tecnológicos em curso no CERN, na ESA e no ESO?
Estás interessado em trabalhar num ambiente internacional e multicultural?

No âmbito dos protocolos estabelecidos entre a Agência de Inovação e o CERN, a ESA e o ESO, a Adi oferece oportunidades de formação e treino, pelo período mínimo de 1 ano e máximo de 2, permitindo a jovens engenheiros portugueses desenvolverem um plano de formação complementar (on-the-job-training), em domínios tecnológicos estratégicos para o aumento da competitividade das empresas portuguesas.

Bolsas para Estágios no CERN, ESA e ESO: As candidaturas estão abertas até 30 de Setembro de 2012

Objectivo

Formação avançada de jovens licenciados portugueses em grandes Organizações Científicas Internacionais, como o CERN (Laboratório Europeu de Física de Partículas), ESA (Agência Espacial Europeia) e ESO (Observatório do Sul Europeu), em domínios onde a competência dessas organizações é internacionalmente reconhecida.

Destinatários
Licenciados em áreas Científicas e Tecnológicas

Apoio
Bolsa de Estágio em Organizações Científicas e Tecnológicas Internacionais, com as seguintes componentes:

Subsídio Mensal
Subsídio Viagem Subsídio de Instalação Seguros
1530 € – Licenciados
1710 € – Mestres
300€ / Anual – Europa
600 € / Anual – Fora da Europa 1000 €  Acidentes Pessoais
Saúde

Candidatura
Envio de formulário próprio de candidatura para a AdI, acompanhado do Curriculum Vitae
(em inglês) e cópia do certificado de habilitações.

Saiba mais sobre o processo de candidatura

Painel de Avaliação
As candidaturas às Bolsas para estágios no CERN, ESA e ESO são avaliadas por um painel com a seguinte constituição:

Eng. Alberto Barbosa
Eng. Fernando Bello
Prof. Gaspar Barreira
Eng. José Oliveira Santos
Prof. José Manuel Mendonça

Fonte: ADI

LEIA MAIS

Emprego

Estudantes da Universidade do Minho podem ganhar 240 euros/mês

Dulce FilipeDulce Filipe
Agosto 8, 2012
COMENTÁRIOS

Universidade do Minho

Os alunos da Universidade do Minho (UMinho) poderão ganhar até 240 euros por mês a troco de 80 horas de mão de obra na instituição, como apoio a bares e cantinas ou trabalhos de manutenção e conservação das residências.

De acordo com o regulamento recentemente aprovado, a medida dá prioridade aos estudantes economicamente maís carenciados.

O regulamento estipula o pagamento de três euros por cada hora de “trabalho”. Com o objetivo de não prejudicar as atividades escolares e a aprendizagem dos estudantes, e de forma a permitir a rotatividade dos estudantes abrangidos, a colaboração não deve exceder cinco horas por dia e o máximo de 20 horas por semana.

A colaboração pode, no entanto, ultrapassar aquele limite, mediante apresentação de proposta fundamentada e autorização do reitor. A pedido do estudante, a totalidade ou parte da compensação poderá ser atribuída em títulos de refeição.

O regulamento sublinha que “em caso algum, as tarefas desempenhadas pelos estudantes podem configurar a satisfação de necessidades permanentes” dos serviços da UMinho e que a colaboração “não configura em circunstância alguma uma relação jurídica de emprego”.

Os estudantes podem prestar colaboração também durante os períodos de férias ou de interrupção das atividades letivas.

Fonte: Crup/Público

LEIA MAIS

Estágios

Estágios profissionais são pagos a partir de segunda-feira

Susana VasquesSusana Vasques
Junho 1, 2011
COMENTÁRIOS

A partir da próxima semana, os jovens que iniciem um estágio profissional vão passar a ter direito a uma bolsa de 419,22 euros.

A obrigação consta do diploma hoje publicado em Diário da República, que deixa de fora os estágios curriculares, os estágios extracurriculares objeto de comparticipação pública e os estágios na Administração Pública. Também de fora fica o trabalho independente e os estágios de duração inferior a três meses, tal como o Diário Económico já tinha noticiado.

As novas regras entram em vigor já na segunda-feira mas, no caso de estágios obrigatórios para acesso a profissão (como as Ordens), o diploma só se aplica a partir de Setembro. Isto porque estas entidades têm agora 90 dias (a contar a partir de segunda) para adaptar a regulamentação específica dos seus estágios ao novo diploma.

O decreto-lei esclarece que os estágios têm de ter um contrato escrito e não podem ultrapassar 12 meses (à excepção de estágios obrigatórios para acesso a profissões, que podem chegar a 18 meses).

Por outro lado, também estão sujeitos a descontos para a Segurança Social. De acordo com o secretário de Estado do Emprego, Valter Lemos, citado pela Lusa, “a novidade dos descontos para segurança social já tinha sido estabelecida numa legislação anterior relativa aos estágios profissionais subsidiados pelo Estado”, sendo agora estendida a todos os estágios profissionais.

Fonte: Diário Económico

Foto: Jakub Krechowicz

LEIA MAIS

Estágios

Programa de Estágios Jovens Animadores do Museu da Electricidade

Susana VasquesSusana Vasques
Fevereiro 14, 2011
COMENTÁRIOS

O Programa de Estágios Jovens Animadores do Museu da Electricidade está de regresso com a 9ª edição.

Esta iniciativa destina-se a alunos do ensino superior, cujo objectivo principal é proporcionar aos estudantes o aprofundamento dos seus conhecimentos técnico-científicos através do confronto com um público não especialista, desenvolvendo também as suas capacidades pessoais de liderança, gestão de grupos, espírito de iniciativa e de equipa, compromisso e disciplina, através do contexto real de funcionamento do Museu da Electricidade.

Este programa de estágios destina-se a jovens com idades compreendidas entre os 18 e os 25 anos, que na altura da candidatura ao programa base, sejam estudantes do ensino superior público ou privado a frequentar licenciatura, mestrado, mestrado integrado ou pós-graduação, preferencialmente cursos com componentes em Física, Electricidade, Electrónica, Química, Energia ou Ambiente.

Todos os candidatos devem dominar a língua portuguesa e ser fluentes numa segunda língua e devem residir, preferencialmente, na Área Metropolitana de Lisboa.

Os estudantes que participam neste Programa de estágios recebem uma bolsa de estágio no valor aproximado de 240€ por mês, incluindo o tempo de formação inicial, e podem ser também reembolsados das despesas de transporte (passe social mensal) até ao máximo de 45€ por mês. Os estagiários são ainda abrangidos por um Seguro de Acidentes durante o período de estágio.

Os candidatos pré-seleccionados terão uma formação inicial de cerca de três semanas, a tempo parcial, ministrada pelo Museu da Electricidade, finda a qual serão seleccionados os estagiários que irão frequentar o estágio de 6 meses com início a 2 de Novembro e encerramento a 2 de Maio. Os estágios terão uma carga horária média semanal de cerca de 12 horas, de Segunda-Feira a Domingo, distribuídas por dois ou três dias, entre as 9h e as 18h, um dos quais obrigatoriamente ao fim-de-semana. Os horários são ajustáveis pela equipa de formação.

LEIA MAIS