12 empresas portuguesas na Lista Europeia do Great Place to Work

Dulce FilipeDulce Filipe
Junho 28, 2013
COMENTÁRIOS

great places to work

Há 12 empresas portuguesas apuradas para a Lista Europeia do Great Place to Work, o melhor resultado da década ao nível da representatividade das empresas portuguesas na lista europeia. Esta lista foi apresentada ontem, 27 de junho, em Dublin, e as empresas portuguesas marcaram presença lado a lado com mais de 100 ambientes Great Place to Work europeus que integram 3 Listas: a Best Small and Medium-sized Workplaces, a Best Large Workplaces e a Best Multinational Workplaces.

Os vencedores a nível europeu foram a Microsoft, na categoria de Best Multinational Workplaces; a Capital One (empresa de serviços financeiros do Reino Unido) na categoria Best Large Workplaces, e a empresa finlandesa de IT Futurice, em Small and Medium-sized Workplaces. O estudo de 2013 englobou questionários a mais de 589 mil colaboradores de mais de 2100 organizações e empresas de toda a europa.

As empresas selecionadas da lista portuguesa pelo Great Place to Work são as seguintes: Accor, Cisco Systems, Gatewit, Grupo CH – CH Business Consulting, Mars, Medtronic, Microsoft, Novartis Farma, ROFF, Royal Canin, SAS Institute e Unilever Jerónimo Martins. Há alguns pontos a destacar na participação das empresas portuguesas:

  • 3 empresas de origem portuguesa integram o TOP europeu de PME’s e de empresas de grande dimensão: Roff (#6 Large); Grupo CH (#13 SME’s) e Gatewit (#35 SME’s);
  • 2 multinacionais cujos resultados portugueses foram considerados para a média total destacam-se no TOP 5 europeu: Microsoft (#1) e SAS Institute (#4);
  • 7 vencedoras da lista nacional do Great Place to Work 2013 cujos resultados portugueses foram considerados para a média total, integram o TOP 25 europeu das Multinacionais: Medtronic (#15); Mars e Royal Canin (#16); Cisco Systems (#17); Novartis Farma (#20); Accor (#24); Unilever Jerónimo Martins (#25).

Relativamente ao perfil deste conjunto, 50% localiza-se em Lisboa e regista uma dimensão inferior a 100 colaboradores (6 em 12), sendo que o seu perfil constitui-se essencialmente por pertencer ao sector de tecnologias de informação (4 em 12) e o de comércio e distribuição (4 em 12). Ainda que pouco representadas neste grupo de empresas contam-se ainda assim 2 líderes femininas entre as 12 empresas vencedoras portuguesas na Europa: Cristina Campos, directora-geral da Novartis Farma e Joana Machado, General Manager da Royal Canin.

A lista europeia de multinacionais conta com uma representação de 36% das empresas reconhecidas em Portugal, sendo a Microsoft a vencedora. A formação é uma área de destaque nesta organização, que também atribui aos colaboradores nas instalações um serviço externo de conveniência (lavagem do automóvel, lavandaria, babysitting, reparação do calçado, entre outros). Pela força e reputação associadas à marca, o orgulho é um sentimento partilhado pelos colaboradores da Microsoft, que também valorizam a administração ética e honesta e o local de trabalho fisicamente seguro.

Em março passado, foram anunciados os vencedores portugueses do estudo Great Place to Work 2013, que na edição deste ano decidiu destacar as melhores empresas por categorias, em vez da tradicional listagem única. Os vencedores foram os seguintes: CH Business Consulting na categoria de menos de 100 colaboradores; Cisco Systems Portugal na dimensão entre 100 e 250 colaboradores e Microsoft Portugal nas empresas com mais de 250 colaboradores. Foram ainda reconhecias a Cisco Systems como Great Place to Work para Mulheres, a Maksen como Great Place to Work para Jovens, e a Unilever Jerónimo Martins como Great Place to Work em RSE e Sustentabilidade.

O Great Place to Work® Institute avalia organizações em 46 países, há mais de 25 anos, o que torna este estudo de ambientes de trabalho o maior a nível mundial. Acima de 5500 companhias participam neste estudo anualmente, no mundo, sendo que a cada edição respondem ao questionário Trust Índex cerca de 2 milhões de pessoas. O Instituto tem como objectivo destacar as melhores práticas de gestão de pessoas e os melhores ambientes de trabalho existentes mundialmente. A nível europeu o Instituto está presente em 19 países, contando com a participação de cerca de 1700 empresas. Portugal foi pioneiro, a nível europeu e no nosso país, ao publicar o primeiro estudo nacional em 2000

Best Small and Medium-sized Workplaces

 

Nesta categoria de PME’s são consideradas organizações com dimensão entre 50 e 500 colaboradores. Do grupo total de 50 vencedoras nesta categoria, destacam-se 2 empresas portuguesas:

Great Place to Work Europa 2013 – Pequenas e Médias Empresas

13

GRUPO CH – CH BUSINESS CONSULTING

35

GATEWIT
VENCEDORAS por ordem de posicionamento na Lista Europeia (estudo de 2013)

Ambas as empresas têm menos de 100 colaboradores.

A CH Consulting, que se encontra na 13ª posição, opera na área da consultoria. Esta empresa Portuguesa atribui anualmente na sua “Gala de Monstros” sete galardões, aos colaboradores que mais se distinguiram em áreas como: “Noiva/o do Ano” e “Mãe do Ano”. Os colaboradores demonstram uma ligação afetiva à empresa percecionando a administração de uma forma positiva, pelo seu respeito e pela sua preocupação com as pessoas.

A Gatewit, que alcançou a 35ª posição, é uma empresa da área das tecnologias de informação. Os colaboradores destacam o ambiente de trabalho e a camaradagem entre todos, bem como a relevância atribuída a ações de responsabilidade social como um aspeto essencial. As regalias especiais constituem um ponto bastante valorizado pelos mesmos.

Best Large Workplaces

 

Na categoria de Grandes Empresas são consideradas organizações com uma dimensão acima de 500 colaboradores. Entre as 25 organizações reconhecidas nesta lista, a ROFF destaca-se como a única empresa portuguesa, obtendo a 6ª posição. O espírito de equipa e a camaradagem fomentados pela administração são destacados pelos colaboradores como aspetos fortes da cultura da empresa que declaram proporcionar um ambiente de trabalho familiar e acolhedor.

Best Multinational Workplaces

 

Na categoria de Multinacionais são consideradas organizações reconhecidas em pelo menos 3 países europeus.

Great Place to Work Europa 2013 – Multinacionais

1

MICROSOFT – Áustria, Bélgica, Dinamarca, Finlândia, França, Alemanha, Grécia, Irlanda, Itália, Noruega, Polónia, Portugal, Espanha, Suécia, Suíça, Holanda, Turquia, Reino Unido

4

SAS INSTITUTE – Bélgica, Finlândia, França, Alemanha, Itália, Noruega, Polónia, Portugal, Espanha, Suécia, Suíça, Holanda

15

MEDTRONIC - Dinamarca, Itália, Portugal, Espanha, Holanda, Reino Unido

16

GRUPO MARS: MARS; ROYAL CANIN – Áustria, Bélgica, Dinamarca, França, Grécia, Irlanda, Itália, Polónia, Portugal, Espanha, Suécia

17

CISCO - França, Alemanha, Itália, Noruega, Portugal, Espanha, Suíça

20

NOVARTIS FARMA - Alemanha, Grécia, Portugal, Espanha

24

ACCOR - Áustria, Portugal, Reino Unido

25

UNILEVER - Grécia, Itália, Portugal
VENCEDORAS por ordem de posicionamento na Lista Europeia (estudo de 2013)

A lista europeia de multinacionais conta com uma representação de 36% das empresas reconhecidas em Portugal, sendo a Microsoft a vencedora. A formação é uma área de destaque nesta organização, que também atribui aos colaboradores nas instalações um serviço externo de conveniência (lavagem do automóvel, lavandaria, babysitting, reparação do calçado, entre outros). Pela força e reputação associadas à marca, o orgulho é um sentimento partilhado pelos colaboradores da Microsoft, que também valorizam a administração ética e honesta e o local de trabalho fisicamente seguro.

Em março passado, foram anunciados os vencedores portugueses do estudo Great Place to Work 2013, que na edição deste ano decidiu destacar as melhores empresas por categorias, em vez da tradicional listagem única. Os vencedores foram os seguintes: CH Business Consulting na categoria de menos de 100 colaboradores; Cisco Systems Portugal na dimensão entre 100 e 250 colaboradores e Microsoft Portugal nas empresas com mais de 250 colaboradores. Foram ainda reconhecias a Cisco Systems como Great Place to Work para Mulheres, a Maksen como Great Place to Work para Jovens, e a Unilever Jerónimo Martins como Great Place to Work em RSE e Sustentabilidade.

O Great Place to Work® Institute avalia organizações em 46 países, há mais de 25 anos, o que torna este estudo de ambientes de trabalho o maior a nível mundial. Acima de 5500 companhias participam neste estudo anualmente, no mundo, sendo que a cada edição respondem ao questionário Trust Índex cerca de 2 milhões de pessoas. O Instituto tem como objectivo destacar as melhores práticas de gestão de pessoas e os melhores ambientes de trabalho existentes mundialmente. A nível europeu o Instituto está presente em 19 países, contando com a participação de cerca de 1700 empresas. Portugal foi pioneiro, a nível europeu e no nosso país, ao publicar o primeiro estudo nacional em 2000.

Comentários